RELAMPA
Indexada no Index Medicus Latino Americano e na
Base de Dados LILACS
SGP
 
   Português Inglês Inglês
Cancelar recebimento











REBRAMPA, REBLAMPA, RELAMPA, 21 anos.

Com o lançamento da 20ª. Edição da Rebrampa o DECA alcança um feito histórico na evolução da Estimulação Cardíaca da América do Sul. Neste momento, não poderia deixar de homenagear aqueles que, ao longo dessas duas décadas muito lutaram para propiciar as condições para essa trajetória de sucesso, iniciada brilhantemente pelo Dr. José Carlos Silva de Andrade. Na edição 1.1 de dezembro de 1988, lançada no 1º. Simpósio Brasileiro de Arritmias Cardíacas, ele assim manifestou o propósito de que a Rebrampa expressasse " o desejo do DECA de estar lado a lado com os eletrocardiografistas, eletrofisiologistas e cardiologistas". Esse desejo inicial tornou-se uma meta da Revista, que vem sendo perseguida em todas a s edições.

Seu editorial que colocamos à seguir na íntegra, também fazia referência a "pessoas que têm desvanecimentos freqüentes e graves, sem nenhuma causa aparente,, e que falecem repentinamente. Com sua peculiar perspicácia, o Dr. José Carlos, já antevia o quanto esse tema viria a ser discutido e desdobrado nas futuras edições.

"Há muitos séculos que tais palavras proferidas por Hipócrates já expressavam o diagnóstico do bloqueio atrioventricular, sua repercussão clínica e a sua alta mortalidade

O que o Pai da Medicina não podia imaginar era o rumo que o tratamento desses pacientes tomaria e as perspectivas de vida obtidas, cerca de 2.400 anos depois, com o implante dos marcapassos cardíacos.

Na Cirurgia Cardiovascular, especialidade que tem na realidade pouco mais de três décadas, os últimos anos foram revolucionados pelo progresso ocorrido na estimulação cardíaca artificial.

O caminho almejado por Hyman no início os anos 30 foi realmente aberto, cerca de duas décadas depois, por Callaghan, Biegelow, Zoll, Weirich, Thevent, Lillehei e Furman com o estabelecimento da estimulação cardíaca temporária.

Ao anos 60, com os trabalhos de Chardack, Senning, Zoll, Kantrowitz, Nathan, e outros trouxeram uma outra dimensão à estimulação cardíaca: a possibilidade do tratamento definitivo. Isto ampliou muito o interesse na área, propiciando acelerada evolução nos conhecimentos eletrofisiológicos, rápido desenvolvimentos na tecnologia de fabricação, aperfeiçoamento dos métodos diagnósticos e padronização e aprimoramentos da técnica operatória, com notável ampliação nas possibilidades terapêuticas.
Essas mudanças e esses progressos científicos exerceram, como é lógico, profunda influência na prática da cardiologia, alterando premissas sociais e econômicas, e modificando inclusive planejamentos e orçamentos de assistência à saúde. Essa interferência é sentida intensamente em países subdesenvolvidos como o nosso, que, empenhado em gigantesca luta econômica, sofre as dificuldades de ajustamentos cientifico e socioeconômico.

Por outro lado a prática médica brasileira com problemas estruturarais, funcionais e gradativa socialização atinge diretamente muitos profissionais. Estes, por vezes prestando seus serviços onde dos grandes centros, ficam premiados temporária e economicamente, o que pode até impedidos de realizar a necessaria reciclagem científica.

Sensível a esses problemas, o Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial DECA, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, embora recém criado, vislumbrou a possibilidade de ter um meio de comunicação: uma revista que com uma eficiente atualização colocasse seus leitores a par dos últimos avanços e das cogitações e objetivos que se tem na área da arritmologia e da estimulação cardíaca, permitindo uma dequação de tratamento perante as necessidade e possibilidades do Brasil.

O lançamento da REBRAMPA Revista Brasileira de Marcapasso e Arritmia durante o 1º. Simpósio Brasileiro de Arritmias Cardíacas não é apenas uma feliz coincidência. Ele expressa o desejo do DECA de estar lado a lado com os eletrocardiografistas, eletrofisiologistas e cardiologistas. Com uma tiragem de . exemplares e pretende chegar às mãos de todos os interessados quadrimestralmente, numa oportuna simultaneidade com os grandes eventos da especialidade: Congresso Brasileiro de Cardiologia, Simpósio Brasileiro de Arritmias Cardíacas e Simpósio Nacional de Estimulação Cardíaca que acompanha o Congressos Nacional de Cirurgia Cardíaca.

A REBRAMPA não está com suas páginas restritas aos integrantes do DECA, como ele já evidência neste seu primeiro número, onde marcam presença destacados valores da cardiologia nacional.

A REBRAMPA espera contar com o interesse e o trabalho da enorme coletividade cardiológica brasileira e espera ser, sem dúvida alguma, como uma semente germinativa caída em terra fértil, o seu principalmente meio de comunicação e intercâmbio de conhecimentos, permitindo de uma maneira leve, mas segura, a divulgação e ampliação do nível médico-científico brasileiro.

Este o principal escopo desta revista!

Em janeiro de 1992, a função de Editor passou ao Dr.Paulo Roberto de Almeida Gauch, eleito juntamente com a nova diretoria do DECA, no 19o. Congresso Nacional de Cirurgia Cardíaca.

Em seu primeiro editorial, Dr. Paulo enalteceu o trabalho até então realizado pelo Dr. José Carlos, mas chamou a atenção para as dificuldades conjunturais enfrentadas pela Revista desde o início de 1991, que ameaçaram inclusive a sua manutenção. Esse período só foi superado graças à luta de alguns abnegados que reconheciam a importância deste importante veículo de divulgação no contexto da cardiologia latino-americana.

Superada a crise, que teve como estopim a oscilação da política econômica do país e a despeito de algumas dificuldades, a Reblampa vem se firmando como um importante instrumento de atualização da comunidade científica. Sabemos todos o quanto Dr. Paulo Gauch foi importante para a estabilização e modernização da Revista. Para isso, contou com a colaboração consistente e que se mantém até hoje, da secreta´ria Márcia M.Manzo Lindgren, um ponto seguro na coordenação das edições e que certamente tem um peso muito importante nessa trajetória vitoriosa.

Dentre os relevantes serviços prestados pelo Dr. Paulo Gauch à Revista, destaca-se sua expansão para a América Latina, a partir de 1995, quando passou a ser denominada Reblampa. O incansável trabalho do Dr. Paulo Gauch em prol da integração latino-americana foi sendo consolidado em inúmeras visitas aos países do Cone-Sul, onde se concentravam os seus maiores colaboradores. Seu esforço constante e entusiasmado resultado na classificação da Reblampa entre as 20 melhores publicações médicas e científicas brasileiras.

Dr. Hélio Lima Brito Júnior assumiu a coordenação editorial na Revista na edição 13.2 de abril de 2000, com a eleição na nova diretoria do DECA, sob a presidência do Dr. Luiz Antonio Castilho Teno. Em seu primeiro editorial, o Dr. Hélio cumprimentou o Dr.Paulo Gauch pelo relevante trabalho de difusão da Revista na América Latina, pelo qual somos todos gratos.

Dr. Hélio muito bem salientou o quão importante viria a ser a estimulação cardíaca na década que se iniciava, daí a necessidade de permanente atualização da comunidade científica sobre o tema, papel que a Reblampa cumpriu brilhantemente sob sua coordenação.

Com este alicerce bem estruturado por aqueles que me antecederam, assumi esta responsabilidade em abril de 2004, na edição 17.2, com a difícil incumbência de manter a elevada qualidade que caracteriza a Revista desde o seu início. Tenho tentado de todas as formas possíveis faze-la moderna e atual, fiel aos temas de interesse da área, compromisso que assumi em meu primeiro editorial.
A partir da edição (20:2) a Reblampa passou a se chamar Relampa-Revista Latino-Americana de Marcapasso e Arritmia. Essa mudança simboliza a intenção de congregar os dignos representantes da área de marcapassos e arrtimias cardíacas da América atina e divulgar sua produção científica.

Além dessa nova disposição, algumas melhorias foram iniciadas e já podem se er identificadas nesta edição.
A principal refere-se à ampliação do Conselho Editorial, que passou a contar com a ilustre presença do r . Ricardo Pesce, colega argentino, na condição de editor e responsável pelos artigos de língua espanhola. O intuito é estimular a publicação de artigos de nossos colegas latino-americanos, ampliando o enfoque da Revista, de modo a abranger um maior número de títulos oriundos dessa vasta região.

Graças à compreensão e à colaboração da Sobrac e do DECA, representada pelos Drs. Martino Martinelli Filho e Leandro Ioschpe Zimerman, a Relampa publicará na íntegra, em português e espanhol, as "Diretrizrs Brasileiras de Dispositivos Cardíacos Eletrônicos Implantáveis(DCEI)". Devido à extensão da matéria e também para que possa ser apreciada em detalhes, servindo de referência para os colegas da América Latina, será dividida em quatro partes, que serão publicadas em sequência. Esta edição dá incio à série e, até o final do ano, a cada número uma parte subseqüente chegará ao público. Aproveito para parabenizar o competente conselho de especialistas responsável por este belo trabalho e par a exaltar uma vez mais a excelente qualidade do evento realizado em Porto Alegre no Final de 2007.

Para encerrar estas palavras, uma notícia há muito esperada e que certamente alegrará a comunidade de estimulistas: a Relampa recebeu recentemente um convite para integrar o projeto LILACS-Express, cujo propósito é acelerar a indexação de artigos nessa base de dados. O LILACS_EXPRESS é o resultado do trabalho cooperativo que busca aproximar editores científicos, rede SCIELO, bibliotecas da rede LILACS e BIREME, seguindo a tendência do que já acontece no MEDLINE e no PUBMED da National Library of Medicine.

Tal fato irá aumentar a visibilidade e a repercursão da Revista e valorizará os artigos nela publicados, garantindo-lhes projeção, nacional e internacional, de grande peso para as nossas sociedades. Desde que assumi a posição de editor, sempre deixei claro em meus editoriais e reuniões de pares que não pouparia esforços para elevar nossa revista a uma posição de destaque. Creio que estamos chegando lá!

Neste momento, não posso deixar de agradecer a homenagear meus antecessores que ajudaram a nutrir e apoiar o crescimento desta iniciativa que alcança a maturidade granjeando o respeito da comunidade científica.

Copyright 2017 DECA Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial da SBCCV GN1
RELAMPA