20
Visualizações
Acesso aberto Revisado por pares
Espaço Publicitário

Novo Isolante OptimTM para Eletrodos Exclusividade da St. Jude Medical

Novo Isolante OptimTM para Eletrodos Exclusividade da St. Jude Medical

St. Jude Medical

Um co-polímero derivado do Silicone e Poliuretano

Os dispositivos de gerenciamento do ritmo cardíaco atuais exigem muito mais dos cabos-eletrodos do que exigiam antigamente.

Através do rápido desenvolvimento tecnológico na área de estimulação cardíaca artificial, aumentou-se a necessidade da utilização de vários cabos-eletrodos em uma única veia. Como conseqüência disto, os itens durabilidade e segurança passaram a ter muito mais importância como atributos de um eletrodo. Segundo uma pesquisa realizada em 2006, 80% dos médicos consideraram a segurança como sendo o item mais importante com relação aos cabos-eletrodos1.

A St. Jude Medical, considerando estes dados, está liderando o caminho de pesquisa e desenvolvimento de isolantes e, após mais de 12 anos de estudos, apresenta um material inovador: o co-polímero, que funde os melhores atributos do silicone e do poliuretano.



Um material novo para uma geração nova de produtos

  • O primeiro isolante de co-polímero de silicone-poliuretano criado especificamente para o uso em eletrodos cardíacos em cinco décadas de história da estimulação cardíaca artificial2.


  • Apesar do silicone e do poliuretano serem usados em cabos-eletrodos cardíacos desde o final da década de 50, nenhum destes materiais foi desenvolvido exclusivamente para este fim.

  • Material que mistura a bioestabilidade e flexibilidade do silicone com a durabilidade, lubricidade e resistência à abrasão do poliuretano.


  • Como a tecnologia avançou permitindo-se utilizar vários cabos-eletrodos em uma única veia, a durabilidade é um item muito importante. Após 12 anos de estudos, a St. Jude Medical apresentou o isolante de cabo-eletrodo OptimTM, que se comprovou ser muito mais flexível, ter mais capacidade de lubrificação e mais resistência à abrasão do que os isolantes apresentados no mercado3.

    Alguns trabalhos publicados destacam o isolan­te OptimTM:

    Society for Biomaterials 2004

    Tan J, Jenney CR. Effects of Polysiloxane Soft Segment Content on Biostability of Polyurethanes. 7th Biomaterials Congress, p 1876, Sydney, Australia, May 2004.

    Karicherla A, Jenney CR. Susceptibility of Elast-Eon 2A to Metal Ion Oxidation: Results of an Accelerated in vitro Study. 7th Biomaterials Con­gress, p 1878, Sydney, Australia, May 2004.

    Jenney C, Karicherla A, Troutman T, Salerno A. In Vitro Evaluation of Elast-Eon 2A Susceptibility to Metal Ion Oxidation. 7th Biomaterials Congress, p 632, Sydney, Australia, May 2004.

    Jenney C, Karicherla A, Troutman T, Salerno A. In Vivo Evaluation of Elast-Eon 2A Susceptibility to Environmental Stress Cracking. 7th Biomaterials Congress, p 1877, Sydney, Australia, May 2004.

    HRS 2005

    Jenney C, Tan J, Karicherla A, Burke J, Helland J. A New Insulation Material for Cardiac Leads with Potential for Improved Performance, HRS 2005, Heart Rhythm, 2, S318-S319 (2005).

    Cardiostim 2006

    Tan J, Jenney C. In Vivo Biostability Study of A New Lead Insulation Material, Cardiostim 2006, Europace Supplements, 8, 179PW/9 (2006).

    Cabo-Eletrodo com o Material OptimTM, disponível no Brasil:




    FACILIDADE DE MANUSEIO

    Melhor Lubricidade


    No teste "in vitro", o novo isolante OptimTM mostrou valor menor de atrito do que o silicone ou poliuretano. Este teste mostra que um cabo-eletrodo com isolante OptimTM garante potencialmente um implante mais suave do que um cabo-eletrodo com poliuretano ou silicone, especialmente quando se passa muitos cabos-eletrodos em uma única veia4.

    O isolante OptimTM é melhor do que o poliuretano e silicone.




    Melhor Flexibilidade

    No teste "in vitro", a ponta do cabo-eletrodo OptimTM é consideravelmente menos rígida do que a do poliuretano (Pellethane) e similar à borracha de silicone4.

    O isolante OptimTM é melhor do que o poliuretano.




    MAIOR DURABILIDADE

    Melhor Resistência à Abrasão


    Nos testes "in vitro", o novo isolante de cabo-eletrodo OptimTM com revestimento Fast-Pass® foi mais resistente à abrasão no teste de conta­to de "cabo com cabo" do que a borracha de silicone4.




    O isolante OptimTM é melhor do que o silicone.

    Bioestabilidade Comprovada

    Após dois anos do implante, o material OptimTM mostrou bioestabilidade tão boa quanto a do poliuretano 55D (Pellethane).

    Imagens de microscópio eletrônico de varredura do pior caso de ESC (Environmental Stress Cracking).




    Sobre a St. Jude Medical

    A St. Jude Medical se dedica ao avanço da prática da medicina, dando ênfase à redução de riscos, sempre que possível, e contribuindo com resultados satisfatórios para todos os pacientes. É nossa missão desenvolver tecnologia médica e serviços que coloquem o maior controle possível nas mãos daqueles que tratam pacientes cardíacos, neurológicos e com dores crônicas, mundialmente. A empresa tem cinco áreas principais de foco que incluem o gerenciamento do ritmo cardíaco, a fibrilação atrial, a cirurgia cardíaca, a cardiologia e a neuromodulação. Sediada em St. Paul, Minnesota, a St. Jude Medical emprega aproximadamente 12.000 pessoas mundialmente. Para mais informações, por favor, visite www.sjm.com.


    REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

    1 Steiner Research Inc. Benchmark Research 2006.

    2 Elast-Eon and SPC indicate early-development names for Optim insulation.

    3 Jenney C, Tan J, Karicherla A, Burke J, Helland J. A New Insulation Material for Cardiac Leads with Potential for Improved Performance, HRS 2005, HeartRhythm, 2, S318-S319 (2005).

    4 Jenney C, Tan J, Karicherla A, Burke J, Helland J. A New Insulation Material for Cardiac Leads with Potential for Improved Performance, HRS 2005, HeartRhythm, 2, S318-S319 (2005).

    5 Elast-Eon® and SPC indicate early-development names for Optim insulatio.

    © Todos os Direitos Reservados 2018 - Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular