RELAMPA
Indexada no Index Medicus Latino Americano e na
Base de Dados LILACS
SGP
 
   Português Inglês Inglês
Cancelar recebimento









Artigo Original Páginas 99 a 103

Análise da variação do limiar de captura após a realização de cardioversão elétrica em portadores de dispositivos cardíacos eletrônicos implantáveis

Autores: Victor Augusto Poncio1; Anaci Maria Nogueira Wood Noronha2; Antonio Carlos Assumpção3

PDF

Descritores: Marcapasso Cardíaco Artificial; Cardioversão Elétrica; Fibrilação Atrial; Taquicardia Supraventricular.

RESUMO:
INTRODUÇÃO: Com o aumento da expectativa de vida da população e a consequente maior incidência de arritmias, que podem necessitar de cardioversão elétrica e crescente desenvolvimento e indicação de dispositivos cardíacos eletrônicos implantáveis, torna-se necessária a reavaliação do comportamento desses dispositivos após a aplicação de terapia elétrica, especialmente naqueles pacientes dependentes de estimulação. Este trabalho teve como objetivo avaliar a variação do limiar de captura ventricular após choque terapêutico para tratamento de taquiarritmias supraventriculares, em condições de prática clínica diária.
MÉTODO: Entre julho de 2009 e maio de 2015, foram avaliados pacientes portadores de dispositivos cardíacos eletrônicos implantáveis, na cidade de Araras (SP, Brasil), que necessitaram de cardioversão elétrica, sendo determinados os limiares de captura ventricular antes e imediatamente após a terapia. A avaliação teve como objetivo analisar a variação desse parâmetro, que reflete item de segurança do dispositivo.
RESULTADOS: Foram incluídos 12 pacientes tratados em 13 episódios de taquiarritmias supraventriculares (fibrilação e taquicardia atriais), com média de idade de 71,6 anos, predominantemente do sexo masculino, com tempo variável de implante do dispositivo, não sendo encontrada variação significativa do limiar de captura ventricular antes e após a cardioversão elétrica.
CONCLUSÃO: Não há variação significativa do limiar de captura ventricular após cardioversão elétrica em pacientes com taquiarritmias supraventriculares.

R E L A M P A
Copyright 2018 DECA Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial da SBCCV GN1
RELAMPA